Snappy

HostGator Blog

Blog oficial da HostGator

Site responsivo: preparado para as novas alterações do Google?

Escrito por Vanessa Fetter

quarta-feira, 22 de abril de 2015

Share Button

Saiba porque é importante investir em um site responsivo

Seu site é responsivo ou adaptado para acessos via celular? Se a resposta é não, saiba que essa característica – que antes já era importante para garantir a melhor experiência para os visitantes do seu site – agora é vital para que você fique bem posicionado no resultado da busca orgânica.

No dia 21 de abril, o Google implementou uma alteração no seu algoritmo que privilegia sites responsivos ou adaptados para celulares na busca orgânica – pelo menos nas buscas realizadas no celular, que representam um percentual significativo do total. 

Fatores como facilidade de acesso aos links, redimensionamento do site para telas menores, tamanho do texto, entre outras questões, serão consideradas fundamentais.

Chamada por especialistas em SEO de Mobilegeddon (mobile + armageddon), a nova atualização do Google pode minguar os esforços de muitas empresas, deixando sites que não são responsivos de fora da briga pela primeira página de resultados do site de busca.

Bom, agora que você já entendeu a mudança lançamos novamente a pergunta: o seu site está preparado para essa alteração?

Se você tem dúvidas, confira as informações do artigo – que traz algumas ferramentas que você pode utilizar para testar seu site ou páginas específicas, além de dicas para se adaptar às novidades do Google.

 

Mobilegeddon: descubra se o seu site está preparado

Bom, como agora ter um site responsivo ou adaptado é praticamente uma obrigação para as empresas que querem continuar bem posicionadas nos resultados das buscas, encontramos algumas ferramentas que podem auxiliar você nessa otimização.

Disponibilizadas pelo próprio Google, as ferramentas podem mostrar se o seu site já está (ou não) preparado. Confira abaixo:

  • Mobile Friendly: trata-se de uma ferramenta que analisa uma página específica do seu site. Você insere a URL e recebe o retorno se a página está ou não otimizada para acesso via celulares e dispositivos móveis. A ferramenta dá outras dicas muito úteis para você otimizar seu site.
  • Google Webmaster Tools: se você tem um site é possível que já conheça a ferramenta, que permite que você tenha uma visão geral dos diferentes aspectos do seu site. Com essa ferramenta você visualiza quais as páginas do seu site estão otimizadas para dispositivos móveis. A informação está disponível em Tráfego de Pesquisa > Facilidade de uso em dispositivos móveis.

 

Testou seu site e o resultado foi negativo? Bom, com certeza você sabe que é importante realizar as mudanças. E de preferência logo. Afinal, se você já tem um tráfego razoável via buscadores, não vai querer ficar para traz no resultado da busca orgânica.

Se você está começando a criar seu site, essa é a oportunidade de começar da forma correta. Aliás, se esse é o caso, esse post também pode auxiliar: Como criar sites: 5 passos para você garantir sua presença online.

Para auxiliar na decisão, listamos três alternativas que você pode utilizar para ter um site responsivo com pouco investimento (de tempo e recursos). Vamos a elas?

 

1. Tenha um site responsivo

Ter um site responsivo com certeza é uma excelente ideia, e essa é a opção recomendada pelo Google para a adaptação. No caso, você teria um site que pode ser visualizado com perfeição em qualquer dispositivo, independentemente do tamanho da tela.

Uma excelente opção para quem quer construir um site do zero é o Criador de Sites da Hostgator – que traz mais de 100 temas responsivos/mobile disponíveis gratuitamente no acervo. O construtor online é uma ótima opção para quem possui pouco conhecimento técnico em áreas como HTML e CCS, mas quer ter um site com todos os recursos profissionais.

Com o criador você pode visualizar como ficará seu site antes da publicação – tanto na versão para computadores, como na versão para dispositivos móveis.

Outras alternativas também estão disponíveis no mercado. Se você vai optar por um site em WordPress, por exemplo, existem vários templates disponíveis que já são responsivos, inclusive alguns gratuitos. Só fique de olho, e preste atenção se o template que vai instalar é mesmo responsivo.

 

2. Invista em uma versão mobile do seu site

Se você já tem um site e não quer fazer todas as alterações necessárias na versão para desktop, uma alternativa é investir em uma versão mobile do seu site. Trata-se de uma segunda versão do site, no caso com o layout voltado para celulares e outros dispositivos móveis.

O goMobi, por exemplo, oferece essa opção. Trata-se de uma plataforma para a construção do site mobile que oferece o recurso de importação do site desktop, tornando o processo de publicação da versão amigável para dispositivos móveis bem mais rápida.

 

3. Use plug-ins para otimizar seu site

Outra alternativa viável para quem já possui um site em WordPress, mas não quer mudar seu tema atual, é utilizar plug-ins que adicionam ao site recursos compatíveis com dispositivos móveis.

No acervo de plug-ins do WordPress você encontra várias opções disponíveis – a maioria delas cria uma versão separada do site, que é visualizada apenas por usuários que acessam o seu site através de dispositivos móveis. Entre as opções mais conhecidas, o WPTouch, WPTap, MobilePress, Duda Mobile, apenas para citar alguns dos mais conhecidos.

Se você utiliza um CMS como Joomla, Drupal, Magento ou PrestaShop, por exemplo, você encontra uma série de informações sobre o assunto nos artigos disponibilizados no site do Google para desenvolvedores (dica: a página inicial está em inglês, mas ao clicar no nome de cada CMS no final da página, os tutoriais estão disponíveis em português).

 

Então, como você está enfrentando a mudança? Compartilhe conosco no espaço para comentários.


Vanessa Fetter

Sobre Vanessa Fetter

Profissional de comunicação e marketing, com formação em jornalismo e especialização em Mídias sociais. Atualmente atua como Coordenadora de Comunicação na HostGator, onde é responsável pelas áreas de produção de conteúdo e mídias sociais.

Postado em:

Dispositivos móveis, Marketing Digital
Comentários